Crianças Brincadeiras

30/06/2021 / 3 meses ½ atrás

Tem criança na cozinha?

Tem criança na cozinha?

Tem criança na cozinha?

Nós nos preocupamos bastante com o aprendizado das crianças e algumas vezes deixamos passar boas oportunidades de desenvolver habilidades deles com atividades corriqueiras do nosso dia a dia.
Um desses momentos é a hora de preparar os alimentos que consumimos em casa. 

 

Aqui em casa o B foi apresentado à cozinha desde cedo. Eu trabalhava em um restaurante durante toda a gestação dele, então barulho de panelas e comida gostosa foram coisas comuns pra ele desde cedo.
Sabia que incluir a criançada na cozinha pode gerar muitos benefícios?
Quer conhecer alguns?

Desenvolvimento de hábitos alimentares mais saudáveis
Quando a criança conhece os alimentos e a forma como eles são preparados a tendência é que ela se alimente melhor e esteja mais aberta para conhecer novos sabores.

 

Entender a alimentação como um momento prazeroso
Quando a criança participa de todo o processo que envolve a preparação de uma refeição ela percebe que não se trata apenas de nutrição, é um momento de socialização e convívio em grupo. Esses momentos em família podem gerar boas experiências e memórias que vão ser levadas para a vida adulta.

 

 

 

 

 

 

 

Incentivo à autonomia e independência
Além de exercitar os sentidos e habilidades motoras a criança também vai se acostumar às tarefas que serão úteis na vida adulta. Quando precisar "se virar" sozinha esses ensinamentos vão ser muito úteis.

 

Mas que tipo de atividades posso oferecer para a criança na cozinha?
Vai depender da idade e interesse de cada criança.
Para os pequenos, até cerca de dois anos, a experiência é mais de companhia mesmo. Levar eles para a cozinha e deixar que segurem frutas e legumes, que eles possam levar à boca, já é um bom exercício.
Na fase em que estiverem começando a falar pode-se usar o tempo para ensinar os nomes dos alimentos. Sentir os cheiros e texturas diferentes também é divertido. Nesta fase o B tinha pratinhos e panelinhas de plástico que ele usava em um fogão improvisado com caixa de papelão. Ficava na cozinha, em um local seguro e ia imitando o que nós fazíamos.
À medida em que vão ficando maiores já é possível dar pequenas tarefas como misturar ingredientes, limpar a mesa ou escolher os utensílios que serão usados. 
Depois os 6 ou 7 anos podem ser dadas tarefas um pouco mais complexas como lavar a louça e colocar a mesa. 
A partir dos 10 ou 11 anos a criança já pode fazer alguns preparos sozinha, principalmente seguindo receitas. Pode começar com as mais simples e evoluir conforme o interesse ou habilidade.

Essas são apenas algumas sugestões e cada criança vai ter desenvolvimento próprio.
É importante lembrar que elas tem que ter sempre o acompanhamento de um adulto e que precisamos ter cuidados básicos para evitar acidentes.
Manter os cabos de panelas virados para dentro, usar proteção ao lidar com calor, além de orientar as crianças desde cedo sobre como usar facas e a desligar o fogão após o uso são algumas dicas valiosas.

Pra encerrar vou deixar aqui uma das receitas preferidas do B e que se encaixa bem para a criançada ajudar no preparo.

É um bolinho de banana com coco, delicioso e fácil de preparar.

 

Esse é o bolinho pronto
Esse é o bolinho pronto. Aqui ainda foi colocado um pedacinho de chocolate meio amargo no meio da massa antes de assar.

E ai? Já se animou a levar os pequenos para a cozinha ou ainda não teve coragem?

Me conta aqui, vou adorar saber...

Abraços

Carla Vieira

Conta pra gente o que achou!

0 comentário

Deixe seu comentário

Comentário

Nome

E-mail

Quanto é 3 + 0?

NEWSLETTER

Digite seu e-mail

Não se preocupe, também não gostamos de SPAM :)

Mãe Recém nascida
Almofada interativa
Tem criança na cozinha? - Amorelância

@2020 por Amorelância. Todos os direitos reservados.
Rua 15 de Setembro, 60 - Moinhos - Lajeado/RS - CEP: 95.901-030
CNPJ: 30.803.067/0001-25
Email: alo@amorelancia@gmail.com / Fone: 051 99133 8241